Reconhecimento de Padrões, William Gibson

A parte mais engraçada sobre os comentários que farei sobre Reconhecimento de Padrões, do William Gibson hoje é que somente bem próximo ao final é que me dei conta de que já havia lido o livro antes - pelo menos boa parte de seu início. Às vezes, a gente satura a mente com alguns assuntos e passei por este período com ficção científica, que é meu gênero literário favorito. Aí eu realmente não lembrava que já havia iniciado este livro pouco antes de chegar nesta fase, o larguei. Somente agora em 2020, senti vontade de continuar a leitura e retomei o livro desde o princípio. Posso dizer adiantadamente que é um livro muito interessante que aborda aspectos da nossa realidade atual, até mesmo pelo fato de ter sido escrito relativamente recente, em relação aos demais livros do autor, em 2002! No entanto, os contextos, principalmente sobre marketing e psicologia descritos podemos observar atualmente, de forma bastante similar. Este é um dos fatores que me torna grande entusiasta dos livros de ficção bem escritos, eles praticamente predizem o futuro. Clique aqui para ver mais resenhas.

Reconhecimento de Padrões, de William Gibson, é o primeiro volume da Trilogia Blue Ant, a única da bibliografia do autor que se passa no presente. Neste romance, Gibson leva ao leitor um retrato brilhante da cultura de consumo e do esoterismo pós-moderno, associado à insana busca por novas tendências que ditarão a moda e por consequência os lucros. O romance é ambientado em Londres, Tóquio e Moscou. Dessa forma apresenta uma verdadeira viagem pela aldeia global habitada por marketeiros ambiciosos, sabotadores industriais, hackers de primeira linha, chefes da máfia russa, fanboys de Internet, tecno-arqueólogos, espiões aposentados, documentaristas culturais. Habitante fiel dessa aldeia, Cayce Pollard – uma caçadora de tendências “cool” com um quê de profetisa e uma alergia a marcas registradas – visita Londres para avaliar o redesign de uma famosa logomarca corporativa. Lá ela recebe uma outra proposta de trabalho: descobrir o criador de uma série de enigmáticas imagens de vídeo que estão sendo transmitidas pela Web e gerando infinitas discussões em uma comunidade virtual underground da qual ela é um dos membros mais ativos. O problema é que alguém não quer que Cayce descubra a identidade desse artista. Com seu apartamento londrino invadido e seus e-mails hackeados, ela descobre que pode haver muito mais em jogo do que imaginava.

Eu recebi este livro de presente da Editora Aleph há um bom tempo. Primeiramente, agradeço muito a cortesia, principalmente porque é de um dos meus autores favoritos. Pra começar, me identifiquei bastante com alguns aspectos da Cayce Pollard. A alergia dela a marcas super hypes (em alta, muito populares ao ponto de ser até enjoativo) e o gosto por moda específica de meados do século passado até o século atual. O interessante é que o valor maior da história está atrelado ao desenrolar da trama em si, e não em torno de um personagem específico que se destaca por ser de alguma forma especial. Embora foque sim na Cayce, no entanto, a imagem retratada dela é de uma pessoa perfeitamente normal, sem grandes atributos que geralmente acompanham os protagonistas. Os personagens são bem reais e verossímeis, no ponto em que a atribuição maior da trama é focada no desenrolar da mesma, como disse. Além de terem críticas sociais ao consumismo excessivo e superficialismo gerado pela sociedade moderna onde não há tempo para aprofundar-se verdadeiramente em nada - ao menos fica claro em algumas passagens do livro - será coincidência com nossos tempos atuais?! Enfim, recomendo muito! É um livro muito bom cuja leitura é bem mais simples em comparação a livros anteriores do autor, como Neuromancer, por exemplo. Bem fácil de acompanhar e diferente, definitivamente uma nova perspectiva sobre a realidade e como funciona o universo do marketing e relacionados. Eu simplesmente adorei a história do artista - não darei spoilers! - mas de fato, é o aspecto mais interessante de toda a história. Vale a pena ler nem que seja só por isto! :3

Usando os links você apoia o blog sem pagar nada a mais por isto.

0 comentários

As opiniões expressas nos comentários não necessariamente refletem a opinião da autora do blog.
Seja bem vindo para deixar seus comentários e volte sempre, pois adoro respondê-los! :3
If occasionally you are a foreign reader, you can contact me in english too! Be welcome! ♥

S Pink Premium Pointer