#BEDA26 • Random thoughts, sentimentos e algumas sinceridades

26.8.19

Não há nada que pague o preço da espontaneidade. E é definitivamente muito curioso como isto acontece... não é algo que dá pra forçar ou prever, é algo que simplesmente acontece. A gente se cobra demais e depois, se pune demais por erros cometidos em idades mais jovens, e fico me perguntando, se eu preciso de experiências para adquirir sabedoria, como posso ser tão injustamente autoritária sobre mim mesma? Larga isso de lado, eu larguei isso de lado, sabe. Mas fato é que existe sabedoria que é tipo o próprio firewall nativo do sistema, já vem com a gente, enquanto desesperadamente procuramos fora. Explicações mais profundas sobre isto tudo? Quem dera eu. Acho que tem coisas que simplesmente preciso admitir que não sei, ou que talvez ainda não sei. Mesmo sem saber se algum dia chegarei de fato a saber, haha! Que filosófico!

Foto que tirei em Mogi. Saudades de SP!
Enfim, estou bem chateada em não ter conseguido concluir a edição do vídeo que pretendia publicar ontem no canal. Estava pegando recortes de vídeos que deletei, vídeos de lugares, vlogs que gravei e iria fazer um compilado apenas com as partes que ainda valiam a pena guardar - ao menos pra mim. Meu notebook simplesmente decidiu não cooperar, e sinceramente, cansei. Eu não sei mesmo se vou continuar escrevendo blogs no futuro, não sei se vou continuar gravando nem fotografando. Eu sei que simplesmente gosto muito disso, e adoraria pensar em alguma atividade remunerada em torno disso online porque vocês não fazem ideia do quanto isto dá trabalho! É claro que não é algo construído da noite para o dia, mas a incerteza me faz insegura. Mau sinal. As vezes fico me perguntando se essas coisas simplesmente não funcionam aqui no Brasil, já que as pessoas daqui não costumam valorizar tanto arte e coisas relacionadas, ou se o problema seria meu conteúdo mesmo. Mas me pego pensando em como continuar gravando sem se tornar algo mecânico, sem ser aquele conteúdo tão focado em agradar a um determinado público que perde totalmente a essência, a espontaneidade. Algo que estou tão cansada de ver - e na real, nem faço questão de assistir. É uma questão bem complicada, aparentemente. Eu entendo a estrutura disso, não sei a fórmula mágica, não sei como resolver. O que me desagrada é a artificialidade.

O que de fato detesto é continuar na dúvida, essa eu quero erradicar da minha vida.
Talvez eu precise apenas um pouco da dose da aniquilação do medo de errar!

Música de um amigo para qual criei a arte visual. :3
Tem mais por vir, inscreva-se!

You Might Also Like

0 comentários

Muito grata pelo contato, seja sempre bem vindo! :3
You can contact me in english too! Be welcome! ♥

SCIFIGOTH

YOUTUBE

INSTAGRAM