#BEDA06 • Querido Diário?

6.8.19

Estou animada assistindo NANA, relembrando vários fatos passados e como precisei fazer uma pausa essa semana por conta de tantas coisas que estava resolvendo, já vem aquela cobrança chata. Eu gosto de finalizar as coisas que inicio, ao menos aquelas que valem a pena. Então, não vejo a hora de voltar a assistir e pensar em talvez gravar algum vídeo sobre... Fiquei feliz com os resultados de Ergo Proxy! Mas fato é que editar tudo dá um baita trabalho e continuar fazendo isto na internet sem suporte é difícil, preciso ser sincera. Isso me faz pensar sobre infinitas coisas, sobre quando finalizei o Colégio e estava em dúvidas sobre qual carreira seguir e decidi ir trabalhar em uma livraria enquanto me decidia... parece que depois disso, as coisas foram perdendo um pouco o foco, mas na realidade, não, não foi isso que aconteceu. Eu fiz infinitas coisas e tive experiências diferentes que serviram muito bem na questão do autoconhecimento. Parece que a vida vai desenrolando tudo sozinha... Hoje eu sei que amo um bocado de coisas, que adoro colocar todas juntas e criar coisas novas. É como se fosse a ciência da arte... sem querer parecer muito pretensiosa, né. O sentimento que sinto em relação ao mundo artístico é este.


Coloquei a fotografia acima pra ilustrar, afinal, The Cure é uma das minhas bandas favoritas! ♥ Uma das... porque são tantas. Aliás, isso me faz pensar no quão é difícil definir nossas coisas favoritas, existem tantas coisas que nos impactam de formas diferentes, tantos gostos, é como escolher música ou um filme favorito, um livro... é sempre difícil, ou talvez, sejamos apenas nós mesmos que dificultamos a tarefa. Mas é bem vinda a diversidade, afinal, nunca somos os mesmos para sempre, nem mesmo dia após dia... conhecemos coisas novas, vivemos paixões novas (não somente com relação à romance exatamente), mas há infinitas possibilidades na vida. A maior parte das vezes, quem nos limita somos nós mesmos, por uma série de motivos que somente uma auto-análise bem aplicada poderia revelar, hahaha! Mas acho bom quebrarmos nossos "quadrados", de vez em quando, e sair um pouco do mais do mesmo. Sempre sermos as mesmas pessoas para sempre não significa exatamente uma identidade, uma personalidade forte e evidente, significa falta de evolução, ao menos ao meu ver. 

Tem hora que é necessário nos reavaliarmos e deixarmos antigos padrões mentais pra trás.

É claro que o caráter, aquilo que somos como seres humanos, este sim não deve mudar, no mais, por quê se prender? É claro que existirão nossos favoritismos, mas é sempre bom enxergar pontos de vistas diferentes e abrir a mente para coisas novas. A gente nunca sabe o que existe depois dos nossos limites. • Sigam-me nas redes sociais para novas publicações! E caso deseje me apoiar a continuar escrevendo, criando vídeos e tudo mais na internet, visite meu Patreon/Paypal. :3

Estou viciada no início dessa música, muito boa! Tumtumtumtum *dançany* :D

You Might Also Like

0 comentários

Muito grata pelo contato, seja sempre bem vindo! :3
You can contact me in english too! Be welcome! ♥

SCIFIGOTH

YOUTUBE

INSTAGRAM