Mona Lisa Overdrive, William Gibson

9.12.17

Finalmente hoje venho finalizar a Trilogia do Sprawl com o terceiro livro: Mona Lisa Overdrive! Eu adoro esses livros do William Gibson, então, faz um tempo que resolvi reler! E já imagino que vá reler novamente no futuro, pois é um livro bastante denso em informação. Para ver Neuromancer e Count Zero, cliquem aqui e aqui! E vamos à Mona Lisa! :3
Sobre a História: Mona Lisa Overdrive, de William Gibson, é o terceiro e último volume da Trilogia do Sprawl, uma das mais cultuadas da ficção científica. A obra dá sequência aos acontecimentos de Neuromancer e Count Zero e mantém o mesmo estilo cyberpunk. Porém, agora a utilização do ciberespaço evoluiu de tal modo que as inteligências artificiais atingiram a autoconsciência. Libertas do controle humano, elas povoam a Matrix e assombram os usuários. | Em uma história com altas doses de ação e aventura, o romance leva ao leitor novos personagens, como: Mona, uma jovem prostituta a quem é oferecida uma grande oportunidade, Angie, uma popstar do stim, que possui a habilidade de conectar-se ao ciberespaço sem auxílio de nenhum dispositivo (minha favorita! <3) e Kumiko, uma jovem que teve de vir do Japão para se safar de uma guerra entre gangues e encontra apoio em uma experiente samurai das ruas (QUEM SERÁ, NÉ MOLLY?! <3). Essa história conclui os eventos iniciados em Neuromancer, fechando assim a trilogia ícone do cyberpunk. (Extraído do site da Aleph!)
Comentários: Gente do céu, eu não sei nem por onde começar. Talvez falando que não é um livro de fácil leitura, por conter tanta informação emaranhada que, às vezes, é preciso parar e pensar, "espera, o que o autor quis dizer aqui?!" Mesmo prestando muito atenção. É um livro cheio de simbolismos, de metáforas e analogias também, curioso é perceber como o autor conseguiu prever tecnologias atuais na década de 80, em que o livro foi escrito! Muito interessante mesmo. Sobre a trama, personagens carismáticos como sempre, fiquei super feliz de reencontrar a Molly Millions, que já cansei de dizer aqui que é a minha personagem favorita da ficção, e conhecer Angie, uma personagem que gosto muito! Não dá pra ler esse livro sem viajar total pro mundo cyberpunk, meu subgênero ficcional favorito! Tessier-Ashpool mais uma vez em questão, Inteligência Artificial que ganhou consciência de sua própria existência, enfim, o que um livro assim pode nos dizer tanto sobre a humanidade! Estou impressionada... Futuramente estou pensando em transmitir as minhas impressões sobre estes livros em video, lá no Youtube, já que teria tanta coisa a ser escrita e esmiuçada que um texto seria insuficiente. Vi uma notícia no Filmow de que em 2018 haveria um possível filme de Neuromancer... continuo aguardando, hauha! Até mais.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Oieee. Lembra de mim? É aquela blogueira que ficava se chamando de mãe. Não sei se tu lembra, mas lá no meu blog tu tinha perguntado minha idade e é 15. Agora vamos ao post, não conhecia esse escritor. Parece ser interessante a história. Eu não conhecia esse gênero Cyberpunk não, mas agora eu conheço. Acho que se você tem vontade de fazer um vídeo então faz. Talvez se lançarem o filme fique mais fácil de entender as partes que tu achou complicadas de ler. Meu gênero literário favorito acho que é fantasia. Eu até crio umas histórias. Beijinhos o//
    Snack Cheese Fomos para Marte 👽 ~☆v i s i t e - n o s☆

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que lembro! <3 Sempre visito seu blog! Cyberpunk tem um pouco de fantasia também, já que acaba sendo um "Universo Alternativo"... siiim também penso que em filme será mais fácil de compreender, eles sempre simplificam o roteiro! Deve ser por isso que tá demorando pra sair! Heuhe! Beijos! <3

      Excluir

Muito grata pelo contato, seja sempre bem vindo! :3
You can contact me in english too! Be welcome! ♥

PORTFOLIO

YOUTUBE

INSTAGRAM